Quais as consequências do superaquecimento de rolamentos.

Consequência do Superaquecimento do Rolamento

Consequências do Superaquecimento de Rolamentos.

Como já sabemos, os rolamentos tem o seu fundamento para o bom funcionamento das máquinas industriais. Aguentando grande volume de carga e inúmeras movimentações para ajudar a reduzir a fricção entre as peças. Quando não são utilizados de maneira certa, eles podem acabar acarretando complicações e prejuízos à máquina, e claro, para a empresa. Por isso tem que haver uma atenção à manutenção para inibir o superaquecimento dos rolamentos.

Superaquecimento de rolamentos é um enorme problema que pode ser facilmente evitado com algumas precauções. O uso das peças originais, e uma correta instalação dos rolamentos, constante manutenções e aplicação indicada de lubrificantes são alguns tipos de precauções, que podem ser considerados eficientes.

As principais causas do superaquecimento, além, claro da falta de lubrificação, é sujeira, exagero de carga nos rolamento e de pressão nos retentores, a folga interna pequena, trabalho reiterativo da máquina por bastante tempo, o calor vindo de algumas fontes externas e uma longa exposição a temperaturas enormemente altas.

Uma opção que é muito boa para resolver o superaquecimento é acrescentar óleos e graxas que são indicados para diminuir a temperatura. Alguns compostos são incluídos nestes produtos, agindo para eliminar o calor e retardar o superaquecimento. Para a detecção de altas temperaturas além do comum, existem alguns tipos de termômetros que são digitais e o giz sensitivo. Na utilização de qualquer um dos dois, você irá ter a certeza do problema e conseguirá executar a solução.

Mesmo que seja considerada uma complicação comum o superaquecimento de rolamentos continua sendo uma ameaça extremamente desagradável que precisa ser evitada. Algumas ações que acabam ajudando a colaborar com isso é ficar atento a vazamentos, dar sempre uma verificada na precisão do eixo e alojamento, manter a lubrificação e toda a manutenção periódica em dia.

O Rolamento tem a Sua Importância.

A importância de rolamentos em máquinas, motores, carros, caminhões, aviões e entre outros equipamentos que é utilizado rolamento, são peças indispensáveis em diversos maquinários, tem que haver um enorme cuidado com rolamentos para que continuem a produzir, e auxiliar nas tarefas cotidianas.

Motoristas tem que ficarem atentos a estas peças, antes de tudo os componentes em destaque para serem lembrados é os freios e pneus na hora da manutenção, mas nesses dois pontos existem rolamentos que são fundamentais para uma boa ação do carro ou caminhão e também requer cuidados. 

Claramente os cuidados não devem ser só para automotivos, e sim para todos os maquinários que necessitam de rolamentos, realizar manutenções preventivas irá ajudar muito para não dar falha na produtividade, seja ela no trabalho ou pessoal!

Situações que podem ocorrer o superaquecimento do rolamento

  • Motores Elétricos

Rolamentos de esferas são utilizados em grande parte dos motores elétricos, rolamentos são blindados e pré-lubrificados. Temperaturas que são normais na hora operacional do rolamento se diversificam entre 60°C a 71°C.

O superaquecimento em rolamentos de motores elétricos normalmente é relacionado com o lubrificante. Levando em consideração que quando ele o rolamento aberto tem a sua relubrificação, os utilizadores podem inadvertidamente adicionar um lubrificante de baixa temperatura que não prevê a viscosidade que tem certa adequação à temperatura de funcionamento comum. Sendo assim o usuário pode, com a graxa do rolamento, forçar as esferas de rolamento para avançar com o excesso de gordura que giram, levando a um aumento de temperatura enorme. Outra causa de superaquecimento é a mistura de graxas que são incompatíveis, que pode reduzir a consistência da massa, e provavelmente, a viscosidade global.

  • Acionamentos por engrenagem

Os rolamentos que operam em unidades de engrenagem têm a sua temperatura normalmente a 71°C a 82°C tem a sua lubrificação com sistemas de óleo estáticos. Conforme a tecnologia dá a sua permissão a redução do tamanho das unidades de engrenagem, tem uma tendência que vem crescendo ultimamente para transmitir mais energia através de uma unidade de determinado tamanho do que antes. A prática pode ocasionar rolamentos mais quentes e pode exigir a utilização de métodos alternativos na hora da refrigeração.

Resumidamente, a melhor maneira de lubrificação é a principal preocupação em todas as aplicações de alta temperatura. 

  • Bombas

Conforme a aplicação, as temperaturas que são comuns no funcionamento do rolamento em bombas têm a sua variação entre 38°C a 82°C, tendo a sua maioria entre 60°C e 71°C. Embora a graxa tenha a sua utilização em algumas bombas verticais, o óleo é o principal lubrificante na maioria das aplicações de bomba. O óleo de rolamentos normalizados em bombas mantém a sua eficiência em aproximadamente 82°C, um óleo sintético que deve ser usado: se a temperatura excede 93°C, um sistema de circulação de óleo será necessário.

Como em outras aplicações de rolamentos, as temperaturas que são mais elevadas do que o normal de funcionamento das bombas pode ser causada por superlubrificação. O sobreaquecimento também pode ter seu principio originado por um desalinhamento do rolamento ou alguma derrapagem da esfera de dentro do rolamento. Rolamentos que especificamente são concebidos são disponíveis para eliminar algumas derrapagens da esfera. Em busca da perfeição, as temperaturas dos rolamentos em bombas, especialmente aqueles que têm as aplicações em piores estados, deverão ter um monitoramento regular. 

Outros Problemas Derivados de Rolamentos.

Uma das principais falhas que podem ocorrer com os rolamentos é o superaquecimento. Outras falhas que são normalmente constatadas são os da montagem irregular, travamento, gaiola danificada, descascamento, desgaste e oxidação.

Como qualquer outro problema, o superaquecimento será responsável por diminuir a produtividade da máquina. Levando em consideração que os rolamentos fazem a rotação para o trabalho do maquinário, suportando tanto as cargas radiais quanto axiais, o desempenho irá ser insatisfatório, capaz de atrasar ou até mesmo impossibilitar todo o processo.

Consequências que podem ser observadas com mais regularidade, são as falhas mecânicas, que nos piores casos, a interrupção total no funcionamento do maquinário. Juntando com a falta de manutenção periódica (preventiva) e irá ter a pior combinação possível na sua máquina.

Procurar a manutenção apenas quando as máquinas apresentarem algum tipo de problema irá trazer uma enorme diminuição na produtividade, resultando na perda de prazos. Perder prazos pode significar na perda de clientes. Sendo assim, um prejuízo atrás do outro.

Sendo assim, mantenha a manutenção de suas máquinas em dia, poupando a sua produtividade do pior, se preocupando somente com o que é necessário.